Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56
Dollar R$ 5,12 Euro R$ 5,56

Economia Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2024, 07:14 - A | A

Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2024, 07h:14 - A | A

MERCADOS ABERTOS

Carne brasileira chegará ao Egito após acordo entre países

Cátia Alves

Editora-adjunta

O Brasil fechou mais um acordo com o Egito e agora também vai exportar carne bovina, suína e de aves. Desde o ano passado, foram fechados quatro acordos de abertura de mercado que possibilitaram a importação de pescados e derivados provenientes do Brasil, além do algodão em pluma, gelatina e colágeno. Em visita ao país, o anúncio foi feito pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), à imprensa.

"Assinamos nesta visita importante, acordos nas áreas de ciência e tecnologia e agricultura, que contribuirão para o desenvolvimento de áreas estratégicas", informou Lula. Desde 2019, cerca de 30 estabelecimentos brasileiros estavam na "fila de espera" para a habilitação.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Antes deste acordo, a renovação da habilitação de estabelecimentos brasileiros para exportação exigia auditorias presenciais por parte das autoridades egípcias. O procedimento implicava altos custos para os exportadores, sobrecarregava os auditores do ministério e limitava o número de estabelecimentos autorizados a exportar.

O presidente brasileiro citou que a entrada em vigor de entendimento no setor aéreo vai permitir voos diretos entre Brasil e Egito para favorecer o intercâmbio bilateral.

Agora, as instituições certificadas pelo Brasil serão automaticamente reconhecidas pelo Egito, que tem o direito de visitar os estabelecimentos sempre que julgar pertinente para verificar o cumprimento dos requisitos definidos no protocolo.

O protocolo para exportação de carnes cria uma equivalência dos sistemas de inspeção de carnes, também conhecido como "pre-listing". A medida facilita as exportações brasileiras de carnes bovina, suína e de aves para o Egito.

"O 'pre-listing' reflete o alto grau de confiança no controle sanitário brasileiro, especialmente no Serviço de Inspeção Federal (SIF), cuja excelência é reconhecida por mais de 150 países importadores. O Egito, um dos seis maiores importadores mundiais de carne bovina do Brasil, e líder na importação de carne de aves do nosso país, demonstra a força e o potencial de crescimento das relações comerciais estabelecidas", disse Roberto Perosa, secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura e Pecuária.

O presidente egípcio, Abdel Fattah Al-Sisi, enfatizou a intenção de aprimorar as relações não só nos setores agropecuários e científicos, mas também nas áreas culturais, econômicas e políticas. Al-Sisi confirmou que aceitou o convite de Lula para uma visita oficial ao Brasil no fim do ano.

search