Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,83
Dollar R$ 5,43 Euro R$ 5,83

Cidades Quinta-feira, 11 de Novembro de 2021, 09:10 - A | A

Quinta-feira, 11 de Novembro de 2021, 09h:10 - A | A

QUALIFICAÇÃO

Servidores da Regulação Municipal passam por capacitação

Roberta Penha | Prefeitura de Cuiabá

Com o objetivo de melhorar a gestão da regulação municipal, buscando dar mais celeridade nos procedimentos médicos na rede pública, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Coordenadoria Técnica da Central de Regulação promove nessa semana capacitação para formação de técnicos multiplicadores no sistema SISREG III.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui).

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

O SISREG é o “Sistema Nacional de Regulação”, desenvolvido pelo DATASUS – Departamento de Informática do SUS/MS, que passou a integrar-se com o Cartão Nacional de Saúde – CADWEB. Os participantes do treinamento estão sendo capacitados para oferecer suporte técnico do sistema de regulação aos servidores e trabalhadores das Unidades de Atenção Básica, Secundária e HPSMC da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso canal no Telegram e fique sempre informado (clique aqui).

“Temos algumas fragilidades dentro do processo regulatório. Como o primeiro contato do paciente é pela Atenção Básica, a inserção correta do que ele precisa lá na ponta é muito importante. Hoje muitos usuários ficam com essa assistência comprometida porque acontecem falhas de solicitação, como erro de CID, que é a Classificação Internacional de Doenças ou erro sobre o tipo de procedimento que a pessoa precisa, por exemplo. Esse momento é muito importante para que as equipes técnicas da Atenção Básica entendam que todo esse processo tem que ser seguido de forma correta, as solicitações devem ser inseridas corretamente, porque caso não sejam, pode impactar na assistência ao paciente e ele não vai conseguir ter acesso ao que precisa”, explicou Suelen Alliend, secretária municipal de Saúde interina.

Rafaely Metelo, coordenadora da Central de Regulação, revela como a fila de espera será afetada após essa capacitação dos servidores. “Vamos dar uma senha de coordenador para cada unidade solicitante e as próprias unidades vão fazer a gestão da fila. Elas terão que deixar a fila atualizada. Por exemplo, se o paciente já foi atendido eles vão limpar a fila, se foi a óbito tem que tirá-lo. A fila não vai ser da regulação, vai ser da unidade solicitante” comentou.

A coordenadora disse ainda que até um tempo atrás não existia mecanismo para limpar a fila, mas que agora a Regulação está respaldada por lei. “Hoje temos uma lei que diz que a unidade tem suas obrigações e o usuário também, porque ele precisa atualizar seus dados. Se ligarmos 3 vezes para uma pessoa e ela não atender, eu posso passar a vaga dela para outra, tirando-a da fila. Se o paciente não deixou um contato, também pode ser retirado da fila. Neste caso, quando ele buscar a unidade e atualizar o cartão, vamos prestar o atendimento. Mas é preciso liberar a vaga para que outra pessoa possa ser atendida”, concluiu.

A capacitação está sendo realizada por regionais, com 20 participantes por turma, em período integral. A primeira turma começou na segunda (08) e vai até a próxima sexta (12) e conta com servidores da Atenção Básica das regionais Leste, Oeste e Sul. A segunda turma será capacitada entre os dias 22 e 26 de novembro, e contará com os servidores das regionais Norte e Rural, da Atenção Básica e com servidores do Serviço de Atenção Especializada (SAE) e Centros de Atenção Psicossocial (CAPs), que fazem parte da Atenção Secundária. A última turma será capacitada ente os dias 29 de novembro e 03 de dezembro e terá a participação de servidores das UPAs, Policlínicas, Hospital Referência e Centro de Especialidades Médicas (CEM).

search