Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,78
Dollar R$ 5,39 Euro R$ 5,78

Cidades Quarta-feira, 17 de Novembro de 2021, 09:08 - A | A

Quarta-feira, 17 de Novembro de 2021, 09h:08 - A | A

INFRAESTRUTURA

Seis empresas estão no páreo das licitações para projetos de pavimentação em Cuiabá

O planejamento do Município é retomar as obras ainda neste ano

Bruno Vicente | Prefeitura de Cuiabá

Seguindo os critérios estabelecidos pela Lei Federal 8.666/93, seis empresas foram consideradas habilitadas para a próxima fase do processo licitatório que assegura a continuidade nas obras de pavimentação dos bairros Jardim Industriário II e Nova Esperança III. O resultado foi publicado nesta terça-feira (16), na Gazeta Municipal, e a expectativa é de que ainda nesta semana aconteça a abertura das propostas de preço.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Juntas, as comunidades pertencentes à região Sul da Capital devem receber mais de 10 quilômetros de asfaltamento, rede de drenagem de águas pluviais, meio-fio e calçada, por meio do programa Minha Rua Asfaltada. Para isso, o Município está investindo cerca de R$ 8,8 milhões, oriundos de uma operação de crédito de mais de R$ 17 milhões formalizada, em 2020, com o Banco do Brasil.

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso canal no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

“São duas comunidades extremamente populosas, antigas e que há anos aguardam pela chegada desse benefício. Nossa gestão tem um compromisso com as duas que, infelizmente, foi prejudicado por conta de problemas com a empresa ganhadora da primeira licitação. No entanto, nunca nos furtamos de dar uma resposta para esses moradores e de continuar lutando para realização desse sonho”, explica o prefeito em exercício José Roberto Stopa.

A abertura do novo processo licitatório foi efetivada em outubro deste ano e se fez necessária a partir da rescisão contratual feita com a empresa vencedora da primeira concorrência pública. O cancelamento do contrato ocorreu após a Secretaria Municipal de Obras Públicas, responsável por coordenar e fiscalizar a execução do projeto, constatar que o trabalho iniciado não estava em conformidade com o padrão exigido pelo Município.

Ainda de acordo com o prefeito em exercício, depois da abertura das propostas de preço, a Secretaria de Obras Públicas fará a avaliação da qualificação técnica das empresas classificadas e, posteriormente, o anúncio da vencedora. “O nosso planejamento é concluir todos esses trâmites administrativos ainda neste ano para, imediatamente na sequência, assinar a ordem de serviço”, pontua Stopa.

search