Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,86
Dollar R$ 5,45 Euro R$ 5,86

Cidades Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2021, 13:01 - A | A

Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2021, 13h:01 - A | A

SURTO DE GRIPE

Com mais de 1.300 casos de síndrome gripal, VG dedica 4 clínicas à doença

Cátia Alves

Editora-adjunta

Várzea Grande registrou 1.318 de síndrome gripal somente no mês de dezembro, entre os dias 1 e 20. Foram 598 atendimentos feitos na UPA do Ipase e 720 na Upa do Cristo Rei. Os dados são da Vigilância Epidemiológica da Saúde Municipal de Várzea Grande, divulgados pelo secretário de Saúde Gonçalo de Barros nesta quarta-feira (22).

Em dezembro de 2020, mês completo, foram registrados 135 casos de síndrome gripal na UPA do Ipase e 198 na UPA do Cristo Rei, que são as unidades de referência no tratamento. Ao todo, foram 333 casos. A diferença de um ano para outro mostra que, em pouco mais de 15 dias, houve um aumento de 985 casos, o que pode representar um surto da doença.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

"Por estes dados e mais casos atendidos nas demais unidades de saúde, foi necessário fazer a reorganização de atendimento na Atenção Primária, para evitar aumentos de novos casos e assim proteger a população", disse Gonçalo, ao anunciar a reorganização no serviço de atendimento aos casos suspeitos de covid-19.

A nova estratégia adotada pelo município implica em manter quatro unidades exclusivas para atendimentos de casos de síndrome gripal, enquanto outras ficarão a cargo das demandas da campanha de vacinação contra a covid-19 e atendimento a outras doenças.

As unidades exclusivas para o atendimento da síndrome gripal são: 

- Clínica Atenção Primária Jd Glória;
- Clínica de Atenção Primária 24 de Dezembro;
- Policlínica Marajoara;
- Policlínica Atenção Primária Parque do Lago.

"Esta medida se faz necessária devido ao aumento de casos constatados no município no mês de dezembro. Não queremos misturar pacientes de síndrome gripal com os demais, que buscam as unidades para demandas regulares".

Gestantes, hipertensos, diabéticos e crianças com problemas que não sejam gripais e todos os serviços que funcionavam antes da pandemia não devem ser atendidos nas unidades citadas.

A decisão de reorganizar foi tomada para atender uma recomendação da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e do Ministério da Saúde. Segundo o secretário, o intuito é minimizar o contato entre as pessoas com síndrome gripal e outros usuários, bem como evitar aglomeração de pessoas nas unidades de Pronto Atendimento 24h.

"Por isso estas quatro unidades ficarão exclusivas para este atendimento e suspeitas de covid-19. É crucial, neste momento de pandemia, impedir a propagação do vírus da síndrome gripal, conforme as recomendações da Organização Mundial da Saúde", destacou.

A UPA do Ipase continua sendo referência para casos de covid-19, na internação. Por isso, quem estiver com sintomas de gripe, deve procurar somente as 4 unidades que dedicadas à doença.

SOBRE A DOENÇA - SÍNDROME GRIPAL
A transmissão pode ocorrer através das secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, espirrar e tossir ou por meio das mãos - tocando boca, nariz e olhos - após contato com locais contaminados.

Os cuidados são os mesmos da covid-19: Procure lavar as mãos frequentemente (quando não for possível, use álcool gel);Utilize lenços descartáveis; Evite levar as mãos à boca, nariz e olhos; Mantenha ambientes ventilados; Evite locais com aglomeração de pessoas; Evite compartilhar objetos de uso pessoal: cuia e bomba de chimarrão, batom, talheres, copos, entre outros;

Em contato com menores de seis meses: lave as mãos antes de manusear o bebê, evite dar beijos, principalmente nas mãos, não faça visitas se você estiver doente ou contato com pessoas doentes, e o principal usar máscara sempre. Uso correto de máscara facial; e se vacinar contra a Covid-19 e contra a Influenza.

search