Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55
Dollar R$ 5,11 Euro R$ 5,55

Boca Miúda Segunda-feira, 28 de Novembro de 2022, 09:14 - A | A

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2022, 09h:14 - A | A

LUTO

Morre Maria José Borges, primeira prefeita de Dom Aquino, aos 83 anos

Da Redação

Redação | Estadão Mato Grosso

Maria José Borges faleceu neste domingo, 27 de novembro, aos 83 anos, vítima de um câncer. Ela foi prefeita de Dom Aquino entre 2005 e 2008. Maria José também atuou como vereadora no município.

O corpo será velado na cidade. Informações referentes aos horários, bem como ao sepultamento ainda serão repassados pela família.

- FIQUE ATUALIZADO: Entre em nosso grupo do WhatsApp e receba informações em tempo real (clique aqui)

- FIQUE ATUALIZADO: Participe do nosso grupo no Telegram e fique sempre informado (clique aqui)

Maria José Borges veio de Goiás em 1961 e foi primeira professora do município de Jaciara. Em 1963, a família fixou residência em dom Aquino, onde exerceu o magistério, vindo se aposentar em 1991. Foi delegada de ensino durante quatro anos, no governo de Carlos Bezerra (MDB).

Maria José Borges era muito atuante na sociedade, na educação, na igreja católica. Seus amigos relatam que era muito generosa e, por isso, ajudava muitas pessoas. Com esse perfil, entrou para a política, sendo eleita vereadora no primeiro mandato em 1989 e reeleita em 1993.

“Esse caminho percorrido não foi fácil, sofreu preconceito, foi hostilizada em alguns momentos, mas isso só a tornou mais forte e aguerrida. Tanto que foi convidada por Cleomar José da Costa para compor como vice prefeita por dois mandatos consecutivos (1989 a 1992 e 1993 a 1996)”, conta Paulo Coutinho, que foi aluno de Maria José e se tornou amigo da professora.

Maria se tornou a primeira prefeita de Dom Aquino, eleita em 2005. Sua participação na política abriu caminhos para que o município se destacasse em razão da quantidade de mulheres no Legislativo, campo que costuma ser dominado pelos homens. Sua ascensão na politica se deve à militância e à lealdade com as causas que abraçou e, principalmente, sua honestidade.

Depois de aposentada, se dedicou à igreja, nas comissões pastorais, como ministra da eucaristia.

Em 2018, descobriu um câncer no útero e permaneceu por um ano em tratamento em Cuiabá. Venceu essa etapa do tratamento e voltou para Dom Aquino.

“Infelizmente a doença se manifestou novamente e quis Deus poupa-la do sofrimento e chamou para si essa filha que deixa um legado de luta, de coragem, um verdadeiro exemplo para essa e para as futuras gerações”, lamentou Coutinho.

HOMENAGENS

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, também lamentou a partida de Maria José.
“É com muita tristeza que eu e a primeira-dama Márcia Pinheiro lamentamos a morte dessa grande gestora, amiga e que fez história na política do Estado. Uma grande mulher, política e cristã que, com certeza, deixará muitas saudades nos corações de seus amigos e familiares. A cada um deles, nossas sinceras e profundas condolências. Que Deus conforte a todos neste momento”, disse.

search